DÚVIDAS FREQUENTES

Como podemos te ajudar?

FALE COM O SUPORTE INDREL

horário de atendimento: segunda à sexta, das 8h às 18h

Ligue: (43) 3378-5500

De acordo com a RDC 304/19, a armazenagem de Vacinas e medicamentos deve ser realizada em equipamento que tenha controle e registros de temperatura, assim como garanta a homogeneidade da temperatura interna do equipamento.

Os refrigeradores INDREL podem ser adquiridos com o opcional Safety System, que funciona como um sistema de backup que é acionado automaticamente em caso de falta de energia. Podendo ter até 48 horas* de autonomia. *Verificar modelos compatíveis.

É um programa de computador, onde, através de ligação do tipo “SERIAL”, se comunica com o equipamento desejado, permitindo a visualização da temperatura e outras informações da câmara diretamente no computador.

O local deve ser climatizado, mantendo temperatura ambiente na faixa de 25ºC; ter tomada exclusiva e aterrada com a tensão correta (127V ou 220V); piso nivelado; Linha telefonica no caso de discadora; e cabeamento no caso de software de gerenciamento, deverá existir cabeamento serial do equipamento até o computador onde será instalado.

Verifique se a chave geral está ligada na parte de trás do equipamento.
Se a chave geral estiver ligada, e mesmo assim não funcionar, entre em contato com o suporte técnico mais próximo

Verifica no painel se a indicação de refrigeração está ligada (led azul).
Se o Led estiver azul e mesmo assim estiver com problema de temperatura, entrar em contato com o suporte técnico mais próximo.

Isso pode ser uma indicação de problema mecânico. Entre em contato com suporte técnico o mais rápido possível.

Verifique no painel se a indicação de refrigeração está ligada (led azul).
Se o Led estiver azul e mesmo assim estiver com problema de temperatura, entrar em contato com o suporte técnico mais próximo

Acesse o painel com a senha 11 (senha de usuário), e verifique as opções dos ajustes de controle de temperatura e alarme.

Verifique se os ventiladores estão funcionando e se não há obstrução da circulação de ar ou do ventilador interno.

Os sistemas de controle de temperatura dos equipamentos INDREL atendem as exigências de todas as normas internacionais e nacionais de medição, pois controlam efetivamente a temperatura dos produtos armazenados, através de exclusivo sistema de controle de temperatura por meio de solução diatérmica no interior dos equipamentos com sistemas de duplo, triplo e até quádruplos sensores. Com este controle, mesmo nos inevitáveis momentos de degelo do equipamento, em ciclos programáveis e automáticos, onde a elevação da temperatura do ar da câmara pode sofrer variações, o produto armazenado nunca sai da faixa pré-determinada para conservação e controle específico.

Para verificação das condições de trabalho, de um equipamento, e/ou monitoramento externo das temperaturas para certificações, quando necessário, não devem ser utilizados “data loggers”, termômetro capela ou outros diretamente no ar do gabinete, mas sim “data loggers”, termômetros de memória entre outros imersos em solução de álcool (mínimo 90ºGL). Este processo identifica a real temperatura do produto armazenado e não da câmara interna. Sempre que monitorado o ar da câmara, teremos diferenças de temperaturas e alto nível de variação do ar. Para perfeito ajuste, posicione os sensores (data loggers, termômetros) no centro das prateleiras do equipamento e monitore por no mínimo 4 horas de funcionamento. Observação: Faça o monitoramento sempre com o equipamento com no mínimo metade de sua capacidade de armazenamento utilizada, ou seja, com meia carga ou mais de produtos armazenados. É importante ressaltar que os testes jamais devem ser realizados com equipamento vazio.

Na avaliação dos monitoramentos das temperaturas, nas condições acima estipuladas, são aceitáveis variações de temperaturas internas em função do posicionamento das prateleiras (mais baixas, temperaturas menores), posicionamento de sensores e controles, tempo mínimo de monitoramento, capacidade e carga efetiva do produto, variações nos momentos de degelo automático dos equipamentos entre outros. Porém tais variações nunca deverão sair faixa determinada de controle e segurança dos produtos armazenados.

Discadora:
A INDREL recomenda que sejam feitos testes periódicos de funcionamento da DISCADORA em intervalos de pelo menos 7 dias. Este procedimento serve para simular um chamado da discadora, a fim de testar o funcionamento da mesma, as conexões, a linha telefônica e os números programados.

PROCEDIMENTO DE TESTE:
Mantenha pressionada a tecla referente à memória desejada até iniciar o bip. Exemplo: para testar o número gravado na memória 1, mantenha a tecla 1 pressionada até ouvir o bip. Alternativamente, pode-se usar o comando: INÍCIO + 0 e 4. Ex.: para efetuar uma chamada de teste do telefone gravado na memória 1, digite a sequência: INÍCIO + 0 + 4 + 1.

Caso os testes de discagem não sejam bem-sucedidos, deve-se tentar a execução das seguintes ações:
– Certifique-se de que a linha telefônica esteja em boas condições. Para testar, conecte um telefone comum na tomada utilizada e efetue manualmente uma discagem para o número programado.
– Verifique a programação da discadora. Certifique-se que o número a ser discado está programado exatamente como se deve fazer para discar a partir de um telefone comum. Não se esqueça de inserir DDD, código de operadora e outros números que sejam necessários para completar chamada.
– Caso esteja usando uma central telefônica PABX, certifique-se de estar usando o comando “pedir linha” e inserir pausa através da tecla INÍCIO. Verifique se os cabos estão bem conectados e em boas condições.

Safety System:
Este teste simula uma queda de energia, com o objetivo de verificar o acionamento do SAFETY SYSTEM. Recomenda-se executar este teste periodicamente, uma vez por semana.

  1. Retire o cabo de força da tomada.

ATENÇÃO: Evite tocar os pinos do cabo de força para evitar risco de choque elétrico!

  1. O ícone de energia ficará na cor vermelha e será exibida uma mensagem no display: “S.S. ATIVADO!”.
  2. Aguarde até o equipamento atingir a temperatura programada para ligar o compressor (geralmente em torno de 4,5 °C).
  3. Deixe o equipamento funcionando por alguns instantes e observe se a temperatura está caindo. OBS: Não deixe o equipamento funcionar por muito tempo nessas condições, pois nesse modo as baterias estarão sendo consumidas e podem ficar com a carga baixa, comprometendo eventuais acionamentos futuros. A INDREL recomenda de 5 a 15 minutos.
  4. Encerrado esse teste, retornar o cabo de força na tomada. Certifique- se de não trocar as tomadas, observando sempre a voltagem do equipamento.
  5. O ícone de energia ficará na cor verde e a mensagem “S.S ATIVADO!” irá parar de aparecer.
  6. O compressor voltará a ligar normalmente quando a temperatura atingir os valores programados pelo controlador.

Os dados originais são criptografados e somente é possível acessá-los sem o uso do SOFTWEARE LEITOR DE DADOS INDREL LCD-2.

Solicite o link do software ao Suporte técnico Indrel.

Quanto maior o período selecionado na exportação, mais dados serão gravados na pendrive e o processo de sincronização irá levar mais tempo para ser concluído. Para uma melhor performance, recomendamos que este processo seja realizado semanalmente. Os dados registrados na memória interna do equipamento ficam armazenados de maneira permanente e podem ser novamente acessados a qualquer momento.

Não Encontrou o que precisa?

Entre em contato conosco!