Como escolher meu refrigerador/freezer científico?

 

O conhecimento sobre as câmaras refrigeradas e freezers científicos, funcionamento, componentes e metrologia, são requisitos importantes que orientam a escolha do equipamento mais adequado e seguro ao armazenamento dos produtos.

Atualmente, dadas a evolução tecnológica, as novas oportunidades de mercado, as necessidades de qualificação e a otimização dos processos da cadeia de frio, equipamentos específicos são recomendados para armazenar imunobiológicos.

Neste sentido, os refrigeradores de uso doméstico, projetados para a conservação de alimentos e produtos que não demandam precisão no ajuste da temperatura, não são mais indicados para o armazenamento e conservação dos imunobiológicos. 

Assim, além da necessidade contínua do gerenciamento do risco e aprimoramento da Rede de Frio,
orienta-se a substituição dos refrigeradores de uso doméstico. Mas como escolher seu refrigerador ou freezer científico? O PNI dá algumas orientações para essa seleção! Confira:


Orientações para seleção do equipamento (segundo O PNI)

• Dimensionar a quantidade e a capacidade em litros do equipamento em função da demanda de armazenamento.
• Compatibilizar o equipamento (dimensões e configuração: vertical ou horizontal) com o espaço disponível.
• Operar, na faixa de temperatura entre +2ºC e +8ºC, as câmaras refrigeradas para imunobiológicos.
• Operar, na faixa de - 25ºC a - 15ºC, o freezer cientifico para imunobiológicos.
• Ter sistema de ventilação por circulação de ar forçado e temperatura uniformemente distribuída em todos os compartimentos (livre CFC, Clorofluorcarboneto).
• Possuir, preferencialmente, registrador gráfico contínuo de temperatura, de forma a facilitar a rastreabilidade das informações relativas a grandeza e suas variações em intervalos de tempo determinados.
• Dispor de controlador de alta e baixa temperatura com indicador visual e alarme audiovisual, com bateria.
• Recomendável porta de vidro com sistema antiembaçante, de forma que o operador tenha fácil visualização dos produtos armazenados e a abertura da porta aconteça de maneira objetiva.
• Porta com vedação de borracha e fechamento magnético.
• Recomendável alarme sonoro e/ou visual para indicação de porta aberta.
• Recomendável sistema de rodízios com freio diagonal.
• Desejável entrada para conexão com computador (exemplo: RS-232) para transferência dos registros e armazenamento.
• Especificar tensão de alimentação do equipamento, compatível com a tensão local.

 

A Indrel atende a todas essas diretrizes selecionadas pelo Programa Nacional de Imunizações como necessárias para um bom equipamento de refrigeração! Agora é só escolher o modelo que melhor se ajusta a sua necessidade e pedir um orçamento para nossa equipe comercial.

 

FONTE: PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÕES. Manual de Rede de Frio. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_rede_frio4ed.pdf. Acesso em: agosto 2016.

CERTIFICADOS DE QUALIDADE INDREL